Pular para o conteúdo principal

V Plenária do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do Rio de Janeiro em Miracema, Noroeste do estado.

Aconteceu no dia 25 de janeiro, em Miracema mais uma importante atividade para a elaboração do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do Rio de Janeiro, que vem sendo construído através do colhimento de demandas nos locais que estão sendo realizadas essas plenárias e atividades de fomento à leitura. 
Confiram no link o que já aconteceu
 http://planodolivrorj.blogspot.com.br/p/agenda.html 
Para este trabalho foram eleitos representantes da sociedade civil e governamentais, para que juntos elaborem o documento que norteará a direção no desenvolvimento de políticas públicas de incentivo à leitura e difusão e produção literária no RJ.
 Aqui http://planodolivrorj.blogspot.com.br/p/o-plano.html o texto base para este importante trabalho deste seguimento cultural. A professora Dayse Alves, que faz parte do Grupo de Trabalho na área da Cadeia Produtiva, como suplente que foi eleita a partir de votação virtual ocorrida entre janeiro e fevereiro de 2017, esteve neste encontro no noroeste do estado auxiliando a equipe técnica da Superintendência de Leitura e Conhecimento, realizou uma Oficina de Incentivo à Leitura para os educadores e gestores presentes que foi bastante divertida e proveitosa para os participantes.
Na mesa de abertura, estiveram gestores locais como o prefeito da cidade Clóvis Tostes, o Secretário Municipal de Educação e outras autoridades locais que, junto da equipe da equipe técnica da Superintendência de Leitura e Conhecimento deram prosseguimento às atividades durante todo o dia.
Segundo o Secretário Municipal de Educação, com o projeto do Grupo de Estudos do município, que segue para o trabalho de desenvolvimento das inteligências múltiplas na rede municipal de ensino, salientou que toda biblioteca necessita do bibliotecário, sendo que a rede municipal da cidade tem cerca de 500 funcionários e um pouco mais de 20 escolas, que já realiza o Projeto Miracema Encanta que todo último domingo de cada mês se reúnem os moradores, comerciantes e o prefeito para apresentações culturais em diversos pontos da cidade. No início deste ano, foram adquiridos mais de 250 livros e distribuídos nas escolas, causando encantamento nas crianças com livros personalizados. Existem na região, cerca de sete auxiliares de bibliotecas e com mais de duas mil crianças do ensino fundamental e mil jovens do ensino médio.
Desta maneira fica muito difícil para realizar mais ações de incentivo ao livro e à leitura, pois, só há um bibliotecário nomeado até então, mais dois auxiliares que até agora foram nomeados. 
Pediram ajuda do Governo do Estado do Rio e Janeiro para a expansão de ações e projetos neste sentido, que ele considera fundamentais para o aumento do número de leitores. Há uma dificuldade para a formação de pessoas para esta área, o prefeito que é formado em Medicina Veterinária, admitiu que mesmo formado, não leu mais, mas que gostaria de fazer parte deste grupo seleto de leitores assíduos.
Após as falas dos presentes na mesa de abertura, a professora Simone Fernandes falou do trabalho de Maria Soledade Souza, que, com ela é professora da rede municipal de Miracema, abriu uma biblioteca comunitária e realiza diversos trabalhos para as crianças, jovens e adultos há alguns anos. Após enfrentar um grave problema de saúde o que a impossibilitou de trabalhar, foi então, que ela teve a ideia de realizar atividades de leitura embaixo de um pé de acerola, onde deu origem à Biblioteca da Árvore, que hoje já conta com mais de 100 livros e revistas em seu acervo e recebe muitas visitas diariamente após as 17h, que é o horário que ela sai de seu trabalho na rede municipal de ensino da cidade e que está em processo de regularização do espaço, com a criação de uma associação comunitária que buscará ajuda através de projetos e parcerias, como já acontece na cidade com a Secretaria Municipal de Educação.
Na parte da tarde, além da oficina de leitura, aconteceu uma oficina de captação de recursos para projetos com o superintendente Juca Ribeiro que elucidou muitas dúvidas do público presente, assim, após um dia de debates, discussões e orientações, a equipe técnica da Secretaria Estadual de Cultura, recolheu as contribuições do público presente para auxiliar na composição do documento final do PELLLB RJ. 
Algumas imagens do evento.


Folhetos explicativos sobre o PELLLB que foram distribuídos para as pessoas presentes.

Juca Ribeiro Equipe da Secretaria  Estadual de Cultura. RJ.

Professora Dayse Alves. Suplente na Cadeia Criativa do GT.

Juca Ribeiro entregando a doação para o secretário Municipal de Miracema

Prefeito Clóvis Tóstes registrando a sua presença.

 Andréia da equipe técnica da Secretaria Estadual de Cultura.

 Grupos de debates e de discussão das demandas da região.



Professoras Maria Soledade Souza à esquerda e Simone Fernandes  ao centro, fundadoras da Biblioteca da árvore. De camisa azul, Duda Fingolo, Membro Titular do Noroeste Fluminense no Conselho de Política Cultural do Estado do Rio de Janeiro e Juca Ribeiro Superintendente de literatura e conhecimento da SEC – RJ.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sequência Didática - Língua Portuguesa

No trabalho a seguir, demonstrarei exemplos de como podemos trabalhar nas séries iniciais do ensino fundamental, com o auxílio do recurso de Sequências Didáticas. 
No link a seguir, estão as dicas e princípios que devemos seguir ao utilizar esse método nas séries inciais do ensino fundamental que pode também servir para outras disciplinas além da Língua Portuguesa.
http://escrevendo.cenpec.org.br/index.php?view=article&catid=23%3Acolecao&id=212%3Asequencia-didatica-e-ensino-de-generos-textuais&option=com_content&Itemid=33

Desse modo, otrabalho com seqüências didáticas permite a elaboração de contextos de produção de forma precisa, por meio de atividades e exercícios múltiplos e variados com a finalidade de oferecer aos alunos noções, técnicas e instrumentos que desenvolvam suas capacidades de expressão oral e escrita em diversas situações de comunicação, (Dolz, 2004).

Apresentando gêneros textuais      Série: 2º ano

Objetivos:
- Ampliar o conhecimento sobre a variedade de g…

Relatório de Estágio Supervisionado I Docência na Educação Infantil - UERJ 2013.2

Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Faculdade de Educação da Baixada Fluminense.



Curso: Pedagogia. Licenciatura nas Series Iniciais  do Ensino Fundamental e Educação Infantil.


Disciplina: Estágio I.



Professora:




Aluna: Dayse Alves.



Tema: Relatório de estágio I.


Duque de Caxias, 23 de janeiro de 2014.

SUMÁRIO
1.INTRODUÇÃO...............................................................................................3
2.DESENVOLVIMENTO.................................................................................4
3.CONCLUSÃO.................................................................................................7
4.APÊNDICE (PROJETO DE INTERVENÇÃO)...........................................9 5.

Relatório de Estágio Supervisionado no Ensino Fundamental 2014.1

Então pessoal, continuando o compartilhamento de minhas produções, posto o Relatório que acabei de entregar em cumprimento de uma disciplina da graduação em Pedagogia pela Faculdade de Educação da Baixada Fluminense FEBF-UERJ, que atualmente estudo.
Espero que seja útil !

Bons estudos e boas leituras!



Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Faculdade de Educação da Baixada Fluminense.



Curso: Pedagogia.



Disciplina: Estágio II Docência do Ensino Fundamental.



Professora:



Aluna: Dayse Alves.



Tema: Relatório de estágio II.




Duque de Caxias, 05 de agosto de 2014.

SUMÁRIO


INTRODUÇÃO



O presente trabalho tratará de demonstrar através de minha vivência e pesquisa, a experiência de estagiar na Escola Municipal**, situada em Jardim Primavera, bairro do 2º Distrito de Duque de Caxias, na turma do 1º ano, durante as tardes entre abril e junho de 2014. Apresentarei também, como exigência da Disciplina Estágio Supervisionado II a descrição e conclusões, bem como essa experiência podem enriquecer minha formação, c…