terça-feira, 22 de outubro de 2013

Histórico da Alfabetização - Dayse Alves

Era ano de 1991, estava eu com 7 anos, minha avó me colocou em uma senhora que a gente chamava de explicadora, Dona Gecy, desde muito pequena ganhava dos meus tios livros e revistas de pintar e histórias, então vivia pedindo minha avó para me colocar na escola, que na época era muito difícil para entrar, me lembro que haviam sorteios de vagas e, após isso,tínhamos que fazer uma prova para conseguir entrar na escola pública e ainda estar apto à ela na época.
Durante o ano de 1991, que passei nesta senhora estudando todas as tardes, fazia cópias, juntava as letras para depois formar sílabas,utilizei algumas cartilhas compradas por meu avô no trem na volta do trabalho, já conhecia palavras simples e escrevia o meu nome completo, só não conseguia identificar palavras mais complexas o que só fui desenvolver no ano seguinte 1992, quando após uma prova, tive acesso ao ensino público na Escola Estadual Hélio Rangel, situada em Jardim Primavera, no 2º Distrito de Duque de Caxias,RJ.
Minhas lembranças são de momentos de muita leitura por parte da professora Vanda já nos primeiros dias de aula e muitas coisas novas que eu estava aprendendo na escola.
Usei durante esse primeiro ano na escola quando estava na 1ª série, uma cartilha que era oferecida na escola e que tínhamos que deixar lá. Só era usada na sala de aula. As tarefas para casa eram no caderno ou em folhas mimiografadas que a professora recomendava que tivéssemos muito cuidado com elas. Já estava com 8 anos, e me lembro que comecei a ler de verdade no meio do ano na escola pública, fazia por muitas vezes tarefas que eram para escrever bilhetes, cartas e receitas, entre outras atividades de escrita que a professora passava quase todos os dias e no final daquele ano fiz um cartão de natal para minha avó onde consegui me comunicar por meio daquele texto que fiz com muito carinho...
To be continue...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião!